30 de junho de 2009

A covardia no olhar e no gesto, a indecência, a persistência, a vida!


Amigos e amigas do Opinião e Crítica Brasil, a saga continua. Não é fácil, não está sendo fácil, nada é fácil!
Ao sair de casa pela manhã, fico pensando na opinião das pessoas á respeito da situação sócio-econômico do país, se é que opinam sobre isso.
Talvez elas não tenham culpa, simplesmente vivem sem se importar com as coisas mais sérias aos seus redores, não acreditando em soluções. É a vida e sua trajetória.
Nos noticiários, a mesma vida segue com suas aberrações e comoções, mortes, acidentes, trânsitos, dúvidas, incertezas caminhando juntamente com milhares de pessoas dentro de ônibus, trens e metrôs lotados, rostos que se perdem aos montes na multidão.
Dentro de um dos trens da CPTM, observo as pessoas indo para as suas vidas, trabalho, faculdades, entrevistas de emprego ou mais uma tentativa de emprego. Pessoas gritando cedo tentando nos persuadir á comprar halls, chicletes e outras bobeirinhas. Vagões lotados, crentes entoando suas canções e pregando o ''amor de Deus''(mesmo sendo proibido pela comapnhia), como se tal ''amor''fosse nos salvar dos horrores do dia-á-dia. No último vagão, maconha e cocaína de sobra e a conivência da segurança sem nada fazer.
Nas estações lotadas, empurra-empurra para tentar um ''micro-espaço'' no interior da composição. Pessoas conformadas com esta vida patética.
É a vida, é o que nos sobra, assim acredita alguns.
Começo a ouvir involuntariamente uma música, oriunda de um celular qualquer, música não, um insulto a paciência de qualquer pessoa que sabe o que é música. Aliás tal sonoridade também é proibida pela companhia de modo que ''atrapalha'' os demais passageiros neste caso eu. Que falta de respeito!
Passado o dissabor de levar uma hora aproximadamente para se chegar até a Estação Brás, outra ''luta'', pegar o metrô.
Sigo então para a Av Paulista, indicado por um amigo no dia anterior de que algumas livrarias estariam admitindo, lá vou eu. Chego em uma destas tal livrarias (prefiro aqui preservar o nome) e qual não é minha surpresa, ao deparar-me com uma pessoa digamos um pouco ''indelicada.''
Para alguém que dever ser naturalmente um gerente (penso eu), sua atitude para com uma outra pessoa disposta á trabalhar não poderia ter sido tão grosseira.
Com um olhar covarde e gestos facilmente traduzidos em ''você não serve para nós'', percebo que sou posto á uma espécie de prova.
Onde mora? Quantas conduções? Quanto tempo leva para chegar até aqui? Tem disponibilidade de horário? Conhece livros? Onde fica Itaquaquecetuba? É de trem? Trens são problemas...
A coisa segue ''indecentemente'' e ao invés de me dizer que não há vagas, percebo que fui mais uma vez ''insolente'' talvez só por querer trabalhar.
Saio de lá com o coração partido e pensativo:
Que fiz de errado em querer ser apenas um cidadão de bem?
Continuei minha caminhada pela Paulista até chegar a Consolação e desce-la e seguindo rumo ao Centro, e suas ínumeras ruas localizando ''agências'' de emprego, encontreando várias, mas sem nenhuma perspectiva.
Currículos entregues e o mesmo papo: Surgindo alguma coisa, entramos em contato. Saio com a sensação de ser apenas mais um no meio desta multidão que não se move e vive massificada. Mas estou vivo e bem vivo.
Continuo minha saga, tenho que crescer, para mim é salutar meu crescimento assim como as demais pessoas.
Não desisiti, não desistirei... Ainda pego a vida e suas dores.

19 comentários:

Robson disse...

Parabéns!!! Ótimo!!
É sim, esta é a vida de muitos como você, eu e milhares de brasileiros e brasileiras como nós!
Que saem pela manhã apenas para buscar um lugar, até mais, ser alguém, ter um espaço e que ainda encontram pessoas com esta que você descreveu que sem nenhuma "" não encontro a palavra para descrever!!!
Mas lembre-se,a coisa que ninguém pode tirar de nós é nossa fé, nossa vontate e querendo e acreditando em nossas visões vamos conseguir realizar!!!

Um grande abraço do seu amigo!
Robson Dias

Opinião e Critica Brasil disse...

Obrigado meu caro amigo Robson.
Este é um pouco de meu sentimento em relação ao que se passa veementemente em nossa socidedade.
Desisitir é algo ''fantasmagórico'' e eu não posso conviver com fantasmas.
A vida é cruel, mas minha garra é ainda maior.
Vamos em frente, sempre!
Abraços e post sempre que quiser.
Jonas Silva

Anônimo disse...

Muito Boa a matéria, vivemos num caos criado pela nossa cultura, ou pela falta de uma que nos seja adequada, viva ao conformismo,afinal pras pessoas é melhor achar um culpado do que assumir nossa responsabilidade em mudar as coisas como diria "JORGE BEN JOR"..... PRA ACABAR COM A MALANDRAGEM TEM QUE PRIMEIRO PRENDER E PUNIR TODOS OS OTÁRIOS, mas como em se tratando de Brasil a malandrageme está no poder público, no legislativo, no judiciário, onde deveriam estar pessoas de bem cabe a nós ficarmos a deriva enquanto nossa preguiça permitir
NELSON VENTURA

Anônimo disse...

olha é muito ruim as coisas q vemos e sentimos mas como eu te disse Deus esta com vc e lembre-se ele te ama....

Opinião e Critica Brasil disse...

Nelson, seu comentário foi muito oportuno.
É um retrato duro de se apresentar,mas é real.
As pessoas se entregam facilmente aos abusos de nossos governantes e por consequência, fazem o mesmo.
E isso acontece pela conivência de ''nossas'' autoridades, cúmplices de erros crassos e de olhos vendados ao que seria de ''justiça'' aos mais necessitados.
Ainda temos os que se auto denominam acima do bem e do mal,julgando e causando-nos transtornos imensos, mas que ''ajuda'' em muito a vida de outros.
Temos uma politica imunda, temos uma justicinha de merda, temos manipulação de todos os lados, mas isso não me compra, isso não me vence.
Acima de tudo sou cidadão, somos cidadãos de bem e queremos sim resposta ao erros em nossa sociedade.
Abraços e post sempre cara.
Ótima semana.
Jonas Silva

Opinião e Critica Brasil disse...

Olá Yara... Obrigado pelo carinho e atenção.
De fato não é fácil expor assim tantos probelmas quando sentimos e vemos, mas é algo que se faz necessário, de maneira que possamos discutir os nossos dias e tentar encontrar soluções para o bem comum.
Que Deus lhe abençoe sempre.
Ótima semana e bjs.
Jonas Silva

Anônimo disse...

parabens um dos melhores posts...mais nao desanime...esta no caminho certo cara..
quero voce no meu blog em...hahaha

falouuuu abraços

fabio lintz

Opinião e Critica Brasil disse...

Opa Fábio, obrigado por curtir meu blog! Seu apoia é de suma importância para mim.
Desisitir jamais!
Obrigado pelo convite para escrever em seu blog, conte comigo.
Abraços e fique á vontade para postar sempre,
Jonas Silva

Anônimo disse...

Vanessa- São Paulo Capital.
É realmente desastroso para uma pessoa que quer trabalhar encontrar gente idiota assim. Já passei por isso tambem deve ser porque sou negra e pobre.
Isso acontece o tempo todo e em todos os lugares.
Somos nós quem devemos dar uma reposta de decencia para gente ridicula com esta pessoa da livraria, ainda mais ele que trabalha com cultura se mostrou sem nenhuma.
Boa sorte e tudo de bom.
Vanessa dos Santos

Opinião e Critica Brasil disse...

Obrigado Vanessa pelo seu comentário.
É assim mesmo que acontece a milhares de brasileisros todos os dias. Mas isso não pode nos derrubar, só tende a nos erguer!
Abraços e conto com seus posts.
Ótimo fim-de-semana.
Jonas Silva

Anônimo disse...

Maria Cristina Poli- São Paulo.
Olá Jonas, como vai?
Parabéns pelo seu blog e persistência pela vida.
Fiquei comovida com seu relato e vejo que isso é mais comum do que se pensa. Milhares de brasileiros sofrem com estas atitudes em hospitais da rede pública, na educação, nos serviços públicos administrativos, transportes e outros em geral.
Mas não desista, continue com pensamentos firmes e consistentes você tem futuro.
Mais uma vez parabéns e sucesso em sua vida.
Ótima semana e abraços.

Opinião e Critica Brasil disse...

Olá Maria Cristina Poli.
Desde já agradeço pelo seu comentário e o apoio ao blog. Acredito sim que as coisas na vida se faz com garra, determinção e muita vontade. Lutar é semmpre o melhor remédio para as dores da vida e sanar estas dores é com certeza a melhor vitória.
Mais uma vez, lhe agradeço a força e o apoio e tudo de bom.
Ótima semana e ótimo fim de semana também.
Abraços, Jonas Silva

Anônimo disse...

Cara sua vida é uma tragédia mesmo ein?
Vai se benser cara;
O blog é ruim demais.
Xau

Nane disse...

Isso é o retrato do Brasil que é dirigido por nossos políticos. Você Jonas, infelismente é só mais um joguete nas mãos dos nossos prefeitos, deputados, senadores,governadores, presidentes,etc, etc, etc.
Não desista nunca! Você é brasileiro!!! Assim como eu...

Opinião e Critica Brasil disse...

Obrigado Nane pelo carinho e atenção. De fato somos fantoches nas mãos de canalhas existentes em nosso país.
Desistir não nos faz progredir em nada, basta suportarmos nossas dores e extirpá-las de nossos dias para sempre. Vamos em frente, a vida será derrubada com as dores dela mesma, e outras vidas serão congrtuladas.Que Deus nos abençoe sempre.
Jonas Silva

Anônimo disse...

realmente o que mais nos assusta é essa falta de interesse aos empregadores, já que todos nós desempregados somos os mais interessados!
uma pergunta: como um cidadão consegue emprego se ninguém dá a oportunidade?!!!
tá de parabéns Jojow =) e meus dedinhos estarão sempre cruzadinhos pelo seu sucesso!
Pâmela Fett

Opinião e Critica Brasil disse...

Mais uma vez Pâmela, devo agradecer seu comentário. É realmente incrivel o que acontece com as pessoas que querem trabalhar nesse país. As esperanças das pessoas acabam quando são maltratadas e as vezes humilhadas.
Se perde profissionais aos montes por conta de atitudes incoerentes como essa ao qual passei.Mas estmos vivos e bem vivos...Vamos portanto, a vida!
Beijos e obrigado mais uma vez.
Jonas Silva

carloshogun disse...

Colegas de blog, fomos convidados para tecer um minimo comentário sobre o post acima. Então ai vai.

Me lembro ainda quando adolescente via as filas, inclusive com varios colegas nas portas das empresas lutando por uma vaga, muitas vezes abaixo de suas reais capacidades.
Muitos ali na busca do primeiro emprego da vida, outros tantos dando a vida por um emprego.
Vi Sarney, Itamar, Collor, FHC I(ai que medo!!!) e vejo o fim da era Lula e minha dúvida continua...
Onde está a bonança que todos eles esbravejavam a título de auto-elogio?
Onde estão as empresas que "investem no país"?
Onde estão as condiçoes de dignidade que em todas as campanhas são postas como carros-chefes dos caça-votos?

Na Grecia antiga foi criada a maxima de que "o trabalho dignifica o Homem e fortalece o espirito" logo, não só aqui no Brasil, mas no resto do mundo com exceção da democrática China somos afetados pelos desmandos dos governantes e, talvez, por nossa própria condição de eternos escravos.

É isso...

Opinião e Crítica Brasil disse...

Falastes bem sobre como era o nosso país de outrora.
Era e ainda é, um país com os pés enterrados nas ''lamas'' da mediocridade, da repugnância.
O Brasil que nunca mudou e, jamais mudará seus conceitos, jamais mudará suas políticas públicase quiça, em nome da população.
O Brasil sempre foi e sempre será uma instituição falida. Nunca abraçará seus cidadãos e sempre viverá na esfera da ''Globalização'' de seus líderes podres, selvagens por dinheiro. O principio da igualdade, da fartura, nunca chegará aos que realmente quere fazer dessa pátria, algo melhor de se viver.
Obrigado pelo apoio e conto sempre com você.
Abraços, seja bem-vindo;
Jonas Silva